Como se preparar para a aposentadoria

A aposentadoria pode ser tanto um desejo a ser alcançado por muitas pessoas, quanto um pesadelo para outras. Principalmente para quem não consegue imaginar sua vida sem o trabalho, ou que tem medo de que sem trabalhar irá se sentir inútil. Isto pode ocorrer pela falta de preparo para a aposentadoria, que já deve ser planejada com antecedência, principalmente economicamente falando.

Independente de sua idade, essa preparação para a aposentadoria pode ser feita desde o momento em que você começar a trabalhar, seja criando planos para o futuro, como também guardando algum dinheiro para que este período de sua vida seja melhor aproveitado. Refletindo sobre o planejamento pós-carreira, separamos algumas dicas de como estruturar este planejamento.

Pense sobre as possibilidades.

A aposentadoria pode ser vista como um momento para fazer o que se gosta, um momento para aproveitar a vida. Cada um aproveita do jeito que bem entender. Isto significa que este pode ser o momento para abrir um novo negócio, sem a pressão de ter que dar certo, levando em consideração que já existe uma estabilidade financeira. Você já pode começar a imaginar o que irá desejar fazer quando tiver um bom tempo livre e dinheiro para gastar. Tenha em mente que a aposentadoria é algo que se ganha com mérito e trabalho, não adianta querer colher isto sem plantar hoje.

Economize para a aposentadoria.

No Brasil a questão da aposentadoria é muito controversa, principalmente quando falamos em questões econômicas. Por isto faz-se necessário pensar em um meio de economizar para não faltar lá na frente. Existem vários planos pós carreiras que podem ser traçados, isto irá depender de sua vontade e motivação para que isto ocorra. É importante ressaltar que a média de vida pós carreira é de cerca de 20 anos, sendo bastante tempo para você aproveitar.

Aposentadoria não é parar de trabalhar.

Engana-se quem acredita que só por estar aposentado é que irá parar de ser produtivo. É muito comum que as pessoas deixem de realizar as mesmas atividades que realizaram, com os trabalhos convencionais, mas neste momento podem tornar-se produtivos com algo que lhes faz sentir bem, dando-lhes a motivação necessária para realiza-los, sem necessariamente buscar o lucro. É interessante pensar que neste momento existe a possibilidade de fazer o que se gosta, por opção e não por obrigação.

Gostou? Curta nossa pagina no Facebook e fique por dentro das novidades!

Viu algum erro ou gostaria de dar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com a nossa equipe enviando um e-mail para contato@rapaziada.com.br

COMENTÁRIOS